STYLE – DICAS VALIOSAS DE MODA – VESTIDOS

Padrão

A  DICA  DE HOJE VAI SER UM POUCO DO ABC DA MODA, PARA VOCÊ FICAR MAIS  ANTENADA.   

Vestidos

Eles entram e saem das coleções segundo a vontade dos criadores. Ora estão em alta, ora são usados apenas em ocasiões especiais.

Inspiração + volume + forma da saia + comprimento = Constroem um vestido.

Inspiração = Onde (em que décadas) os estilistas buscaram suas referências.

Volume = Se eles estão mais próximos ao corpo, mais largos, onde ficam os recortes, a cintura, etc.

Forma da saia = Em A, lápis, reta, balonê, etc.

Comprimento = Altura das saias (míni, pouco acima, abaixo ou nos joelhos, longa, etc.).

Sete tipos de vestido.     Imagem                                      VOU FALAR SOBRE CADA UM PARA VOCÊ APRENDER UM POUCO MAIS.       Imagem–VESTIDO TUBO                                   É um clássico que atravessa décadas e coleções. Um vestido seco, de decote redondo, que pode ou não ser acinturado, e ter ou não mangas. É o famoso “pretinho básico”, de Chanel.ImagemImagemImagemImagemImagem                                                                                                                           ImagemImagemImagemImagemImagem                            VESTIDO PRINCESA     Esse modelo é mais romântico, com cintura mais alta, busto muitas vezes drapeado, decote em U e mangas bufantes. Em longo, é um dos modelos preferidos das noivas, mas, de tempos em tempos, aparece em algumas coleções.                                                                               VESTIDO BALONÈ Balonê – O acabamento da saia é a característica desse modelo, que pode ter mangas ou não, ser mais curto ou longo, ter a cintura marcada ou não. O efeito bufante se deve à “volta” que o tecido dá, sem terminar em barra com costura.  ImagemImagemImagemImagemImagemImagem                                                                                                           VESTIDO SACO   ImagemImagem   –  Saco – É a versão larga e sem formas do tubo (a criada por Balenciaga, nos anos 1950), que também aparece com comprimento irregular e acabamento balone.       Imagem                                 VESTIDO CHAMISIER                     ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem            Chemisier – A camisa interpretada como vestido. O abotoamento nem sempre chega até o final da saia, geralmente é acompanhado por cinto; é uma peça curinga e que alonga a silhueta.                                                                                                                      TÚNICAS  –  Vestido túnica – Mais solto e esportivo, ele tem a forma das túnicas indianas, dos kaftans. ImagemImagemImagemImagemImagemImagem               WRAP DRESS      Wrap dress – Criação da americana Diane von Furstenberg, é o vestido-envelope que cai bem em qualquer tipo de corpo.        ImagemImagemImagemImagemImagemImagem    MULHERES FIQUEM ATENTAS AO SEU BIO-TIPO PARA NAO ERRAR NAS OPÇÕES DE VESTUÁRIO.  NEM TUDO QUE ESTÁ NA MODA , PODE CAIR BEM EM VOCÊ.     

Corpo x vestido: uma questão de geometria.

Cinturinha de pilão e formas arredondadas são típicas das mulheres.
Use: Vestidos que marquem a cintura.
Evite: Vestidos de corte reto.

Mulheres que praticaram muita natação e têm muito ombro são do tipo triângulo invertido.
Use: Vestidos de um ombro só ou que disfarcem a largura dos ombros com mangas.
Evite: Decote tomara que caia, canoa ou quadrado e cavas muito acentuadas.

Pouco ombro e quadris largos são características da mulher triângulo.
Use: Vestidos que sejam fartos, estampados ou bordados da cintura para cima. E aposte nos decotes que aumentam os ombros.
Evite: Vestidos frente única e alças muito delicadas.

Você tem pouca cintura, quadris e ombros estreitos? Você é uma mulher retângulo.
Use: Vestidos que marquem a cintura e que deem movimento nas outras partes do corpo.
Evite: Vestidos de corte reto ou formato de A.

A mulher losango tem quadris muito largos e barriga muitas vezes proeminente.
Use: Vestidos mais soltos e retos que não marquem o abdome.
Evite: Estampas grandes, faixas ou cintos amarrados embaixo do busto ou na cintura e qualquer excesso que marque os quadris.       Imagem                                                                   ESPERO QUE ESSAS DICAS POSSAM AJUDÁ_LAS.  BEIJOS.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s